20º Palco Giratório inicia temporada 2017 no RN com espetáculos infantis

Palco Giratorio

O Palco Giratório, um dos maiores projetos de circulação das artes cênicas do país, iniciará sua 20ª edição no Rio Grande do Norte em abril. A temporada 2017 começa com dois espetáculos infantis: Ninhos (SP) eConexão Elefante Cultural (RN). As apresentações, viabilizadas pelo Sistema Fecomércio, por meio do Serviço Social do Comércio do RN (Sesc RN), acontecem sexta-feira, dia 07 de abril, a partir das 19h, no Sesc Zona Norte, em Natal. A entrada é gratuita.

Por serem espetáculos infantis, ambos têm classificação livre. Em Ninhos, do grupo paulista Cia Balangandança, brincadeiras de crianças confundem-se com movimentos de animais, lembrando as similaridades entre movimentações de diferentes espécies. Os ninhos são os momentos de recolhimento que fortalecem relações mais sutis, íntimas e subjetivas, tão importantes para a criança. Um estímulo à imaginação infantil.

Já o Conexão Elefante Cultural, encenado pela Trupe da Luz, reúne artistas potiguares e mescla as diferentes vertentes das artes cênicas à contação de histórias e ao circo. O grupo é composto pelos palhaços do Tropa Trupe, bailarinos do Entre Nós Coletivo de Criação e atores e músicos do grupo Estação de Teatro.

Um grande orgulho para o estado é ter o talento potiguar reconhecido mais uma vez pelo projeto nacional. Pelo terceiro ano consecutivo, o Palco Giratório circulará por todo o Brasil com peças teatrais genuinamente papa-jerimuns. Em 2017, os selecionados foram Abrazo, do Grupo Clowns de Shakespeare, e Cinzas ao Solo, espetáculo de dança de Alexandre Américo. Juntas, as peças circularão por 50 cidades brasileiras.

Até novembro deste ano, o 20º Palco Giratório apresentará no RN os espetáculos Os Mequetrefe (SP), Cinzas ao Solo (RN), Na Esquina (MG), O quadro de todos juntos (MG) e Abrazo (RN), além de promover oficinas e pensamentos giratórios, de modo a intercambiar conhecimentos entre os artistas locais e nacionais. As apresentações serão em Natal, Mossoró e Caicó.

Categoria